Criança na capoeira

A Capoeira é uma excelente atividade física e de uma riqueza sem precedentes para ajudar na formação integral do aluno. Ela atua de maneira direta sobrecrianca-na-capoeira1 os aspectos cognitivo, afetivo e psicomotor. A sua riqueza está nas várias formas de ser contemplada na escola, onde o aluno, através de sua prática ordenada, poderá assimilá-la e, assim, atuar nas linhas com as quais mais se identificar.
A partir da análise do estudo ESTILOS DE ENSINO E A INICIAÇÃO DA CAPOEIRA PARA CRIANÇAS DE 7 A 10 ANOS DE IDADE de Vinícius Heine, Michele Viviene Carbinatto e Myrian Nunomura, podemos inferir que a capoeira possui elementos que potencializam ações para a construção de uma pedagogia social e, conseqüentemente, de um modelo escolar infantil revolucionário, com nexos na totalidade que responderá aos problemas da classe operária buscando as raízes das injustiças sociais, garantindo pensar e fazer uma escola que seja educadora do povo superando a visão de que a escola é apenas um lugar de ensino, ou de estudo dos conteúdos, por mais revolucionários que eles sejam, pois segundo Pistrak (2000):

“… é preciso passar do ensino à educação, dos programas aos planos de vida. Ou seja, em sua proposta pedagógica a escola somente atinge os objetivos de educação do povo, se consegue interligar os diversos aspectos da vida das pessoas…”

Sendo a capoeira, um reflexo micro da sociedade, com possibilidades reais de transformação, proponho a capoeirização da escola, que em esfera macro representará a proposta de educação com base nos interesses da classe operária.
Uma outra questão que precisamos ressaltar sobre a capoeira, é que a mesma em seu ritual poderá desenvolver o

crianca-na-capoeira2processo de auto-organização dos educandos como base no desenvolvimento pedagógico da escola estimulando a cooperação infantil para a edificação de uma participação igualmente consciente e ativa.
Entende-se que educando a criança social, física e espiritualmente, ela terá maior facilidade de inserir-se e realizar-se no seu contexto natural. Portanto, a Capoeira deve propiciar à criança oportunidades de evoluir o espírito de liberdade com responsabilidade, de adquirir os seus hábitos, seus direitos e deveres, a coragem de enfrentar os riscos e de exercer a autoridade para o bem da comunidade. Deve oportunizar ainda o espírito criativo e desenvolver aspectos de sensibilidade, para que possa analisar, sintetizar e refletir criativamente sobre os problemas que por ventura venha encontrar.
Justifica-se também pela aceitação desse trabalho com crianças já realizado em outras localidades do País, como em Curitiba (PR), Maringá (PR), Rio de Janeiro (RJ), Niterói (RJ), dentre inúmeras outras. Também sendo aprovado pelo MEC como disciplina integrante no currículo de Ensino Fundamental e Médio, além de ser ministrado como disciplina no currículo de Universidades e Faculdades de Educação Física do Brasil, como reconhecimento da sua importância.OBJETIVOS GERAIS DA CAPOEIRA
– Estimula e desenvolve aptidões físicas naturais, através do movimento espontâneo;
– Desenvolve as aptidões perceptivas como meio de ajustamento do comportamento psicomotor;
– Propicia o desenvolvimento das qualidades físicas, objetivando a adaptação orgânica ao esforço físico;
– Estimula a capacidade de expressão individual por meio de movimentos criativos;
– Contribui para a formação e desenvolvimento de hábitos salutares;
– Favorece a socialização;
– Desenvolve o gosto pela música e a criatividade relacionadas ao meio instrumental e pela própria necessidade para o desenvolvimento dessa qualidade;
– Igualdade de participação entre meninos e meninas sem faixa etária específica.

crianca-na-capoeira3

OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA CAPOEIRA
– Aprimorar diversas condutas psicomotoras, destacando-se dentre elas a coordenação motora geral, a lateralidade, e a organização espaço-temporal; assim como valências físicas (resistência, flexibilidade, agilidade, destreza, expressão corporal);
– Fomentar o sentido de comunidade, estimulando o convívio com outras pessoas, praticando a cooperação, a lealdade, a cortesia, e o respeito mútuo, além de requerer constantemente a disciplina;
– Desenvolver a prática da Capoeira Jogo, estimulando a criatividade de movimentos;
– Propiciar e estimular a confecção de seus próprios instrumentos musicais, como o berimbau, pandeiro, caxixi, e atabaque;
– Fomentar a interdisciplinaridade, tendo em vista ser a Capoeira um esporte genuinamente Brasileiro, e que requer para seu aprendizado um estudo profundo de demais disciplinas do currículo escolar básico, como História e Geografia;
– Favorecer e enriquecer a cultura popular Brasileira;
– Propiciar um intercâmbio entre capoeiristas de outras cidades, estados e países;
– Preparar seus praticantes para a participação em campeonatos individuais, em duplas, grupos, musicais, dentre outros.A INICIAÇÃO NA CAPOEIRA
Certamente, deve-se pensar no desenvolvimento integral dos alunos, em que os domínios motor, físico, afetivo, cognitivo e social sejam contemplados. Da mesma forma, é importante proporcionar uma ampla base de experiências nos diversos conteúdos que integram a Capoeira (movimentos, músicas, ritmos, instrumentos, história, tradições, rituais, entre outros), para que os alunos desenvolvam a apreciação e o envolvimento com a modalidade a curto, médio e, principalmente, a longo prazo (SILVA, 1993).
Os aspectos de motivação também são importantes, o aspecto lúdico, a aprendizagem de habilidades e o contato com os amigos são fatores determinantes da motivação dos alunos (HANLON, 1994).
Os praticantes devem experimentar satisfação e prazer nas atividades desenvolvidas. Para tanto, o professor trabalhará como elemento motivador e facilitador. De igual importância são as estratégias de ensino selecionadas, as quais visam facilitar a aquisição do conhecimento por parte dos alunos (FREITAS, 1997).
Assim, conhecer as características gerais das crianças nas faixas etárias, dominar a técnica de execução das habilidades da Capoeira e elaborar estratégias de ensino eficientes, são fatores primordiais para a obtenção do sucesso na aprendizagem.
É isso que a Escola de Capoeira Berim Brasil faz, nossos educadores procuram de forma lúdica, ensinar a nossa arte brasileira para as crianças. Apesar de faltar incentivo de alguns pais para conhecer um pouco desse esporte genuinamente brasileiro, nós mostramos a nossa cultura através dessa arte chamada Capoeira, que como pudemos ver, desenvolve a criança fisicamente, socialmente e mentalmente.

luane-cassano-fernandesTexto: Luane Cassano Fernandes
Luane é professora de Capoeira da escola Berim Brasil, atualmente Cursa Educação fisica na Unisantana e faz parte da equipe de capoeira desta conceituada universidade sobre cargo da treinadora e mestra de Capoeira Luana

Firmamos convenio com escolas, condomínios e clubes entre outros locais mais info: info@berimbrasil.com.br

Nossos treinos acontecem na:
Rua dos Capitães Mores, 293 (Esq. com a Rua da Mooca 3108) – Mooca
São Paulo – SP
CEP:03165-000
Tel.: 11- 2601-3123 / 11-26070050

2017-03-04T00:01:11+00:00